Fraudes causam perdas bilionárias nas organizações: como combater?

fraudes causam perdes bilionárias nas organizações

Fraudes causam perdas de mais de 3,6 bilhões de dólares às organizações. Foi o que revelou a 11ª edição do 2020 - estudo global sobre fraudes e abuso ocupacional, realizado pela Association of Certified Fraud Examiners - ACFE, maior organização antifraude do mundo e fornecedora de serviços de treinamento e educação sobre o tema.

O material analisou 2.504 casos investigados em organizações de diferentes segmentos da indústria, em 125 países, no período de janeiro de 2018 a setembro de 2019, para mostrar como esses crimes ocorrem, os tipos mais comuns, bem como o perfil dos fraudadores dentro das companhias, que vai de executivos de alto escalão a funcionários de nível básico.

Para apresentar as informações e trazer luz aos crimes, o estudo foi dividido em três categorias, destacando os principais tipos de fraude que ocorrem nas empresas:

  1. Apropriação indébita de ativos (86% dos casos) - quando um funcionário rouba ou faz mau uso dos recursos da organização. 
  2. Fraude nas demonstrações financeiras (10% dos casos) - o autor intencionalmente causa uma distorção relevante ou omissão nas finanças da organização.
  3. Corrupção (43% dos casos) - inclui crimes de suborno, conflitos de interesse e extorsão. 

É sabido que nenhuma organização está imune à fraude, então o que fazer para inibir esses crimes que causam perdas financeiras impressionantes e têm impacto direto no desenvolvimento de produtos e serviços, na geração de empregos e de negócios para as companhias? 

Como combater as fraudes nas organizações?

Além de apontar como as fraudes são cometidas e o perfil dos fraudadores no ambiente corporativo, o estudo da ACFE traz as maneiras mais eficazes de detectar esses casos. Entre elas, a denúncia aparece em destaque como o meio responsável por detectar 43% das fraudes, sendo que metade dos relatos vem dos funcionários. 

Os canais mais utilizados pelos denunciantes para informar os desvios éticos são o telefone e o e-mail, representando 33% dos casos, o que mostra a efetividade e a importância do Canal de Denúncias nas organizações, para o enfrentamento a fraudes e demais irregularidades.  

Políticas contra fraudes e corrupção são tópicos centrais nas organizações e pesquisas recentes mostram o aumento dos investimentos em prevenção pelas empresas brasileiras. No entanto, especialistas reforçam que mais do que investir em medidas e tecnologia para prevenir e detectar fraudes, é imprescindível adotar procedimentos de punição adequados aos fraudadores, que muitas vezes saem ilesos. 

Reguarda para fraudes nas empresas

Aqui, separamos algumas dicas para ajudar no combate às fraudes nas empresas:

  • Implemente canais de comunicação confidenciais e dê voz aos públicos que se relacionam com a sua organização. 
  • Crie políticas internas bem definidas para violações à ética.
  • Invista em um programa de compliance.
  • Gerencie os riscos e faça auditorias regulares na organização.
  • Monitore processos.
  • Forneça treinamento e informação aos funcionários.
  • Conte com empresas especializadas na prevenção, detecção e tratamento de irregularidades corporativas.   

A Resguarda conta com um sistema completo e seguro de Linha Ética e pode ajudar sua empresa no combate às fraudes. Saiba mais e solicite uma proposta aqui.